As Bombas do Atentado em Boston

Atenção

Este é um post meramente didático e destina-se apenas a esclarecer fatos pouco divulgados sobre o atentado de Boston, ocorrido em meados de abril de 2013. As informações aqui expostas não devem ser utilizadas para fins criminosos. O autor não se responsabiliza pela má utilização do conteúdo aqui apresentado, sendo de cada um a boa ou má interpretação do que aqui se indica. Este post foi elaborado com base na experiência pessoal, pelo que poderá conter alguns erros técnicos. Portanto, caso algum individuo insista na confecção ou utilização do dispositivo, o autor não se responsabiliza por nada relacionado com o mesmo, seja direta ou indiretamente. Os riscos e responsabilidades são delegados aos leitores.

 

1. Introdução

Este pequeno tutorial foi publicado originalmente na revista “Inspire”, distribuída pela Al-Qaeda na Península Arábica, na edição Summer 1431/2010, sob autoria de A.Q. Chef. Originalmente, este conteúdo foi publicado como “um manual de recurso para aqueles que odeiam os tiranos”. Esse “open source Jihad” inclui as técnicas para a fabricação das bombas, medidas de segurança, treinamento de armas e outras atividades necessárias para “O Empenho”. O objetivo do manual, segundo o autor, é permitir aos Mujahids a fabricação e treinamento em terras estrangeiras, permitindo a redução de custos e riscos com as viagens para o Oriente Médio.

Uma das maiores preocupações de A.Q. Chef foi criar um dispositivo de alto dano, utilizando ingredientes vendidos sem restrições, que não necessitem de registro e que possam ser facilmente encontrado em qualquer cidade do Ocidente. Além disso, a ideia original era que tal dispositivo pudesse ser confeccionado em qualquer cozinha simples. A última preocupação concerne na facilidade e segurança do dispositivo. Em outras palavras, o dispositivo precisa ser seguro, podendo ser facilmente eliminado se o adversário conseguir realizar uma busca no local de fabricação. Ele também é seguro pois é difícil de ser detectado, uma vez que cães farejadores não são treinados para reconhecer seus ingredientes como elementos de fabricação de bombas. O dispositivo também é fácil de ser construído. Em apenas um dia é possível construí-lo com uma eficácia de dez baixas.

2. Preparação do Dispositivo Explosivo

Primeiramente, devemos entender os componentes do dispositivo explosivo. Os elementos são:

  1. Substância inflamável.
  2. Pequena lâmpada (facilmente encontrada para decorações natalinas).
  3. Cano de metal.

2.1. Preparação da Substância Inflamável

A substância inflamável é obtida misturando-se açúcar e fósforo. O açúcar usado é aquele comum, que pode ser comprado em qualquer supermercado. O fósforo pode ser obtido a partir das cabeças de fósforo de cozinha. A mistura inflamável é obtida em quatro passos:

  1. Retire o fósforo do palito, esfregando-se suavemente para que não haja combustão. Na foto, é usado um tubo.
  2. Utilize uma peneira fina para filtrar o fósforo, obtendo um pó fino.
  3. Realize esse processo até obter 3/4 da quantidade de açúcar, conforme mostrado na figura acima.
  4. Misture o açúcar e o fósforo até o produto ficar homogêneo, conforme ilustrado no quarto item da figura acima.

2.2. Preparação da Lâmpada

Em seguida, nós aquecemos o topo da lâmpada para rompê-la. Esse processo deve ser feito cuidadosamente para que o filamento da lâmpada não se quebre. A preparação da lâmpada é feita em três passos, conforme ilustrado abaixo:

  1. Esquente a cabeça da lâmpada até ela ficar preta.
  2. Coloque a lâmpada aquecida imediatamente em água fria.
  3. Dê uma leve batida no topo da lâmpada e ela deve quebrar (verifique se o filamento não se rompeu).

2.3. Preparação do Cano de Metal

Faça um furo no centro do cano utilizando uma furadeira, conforme ilustrado na figura abaixo:

2.4. Preparação do Dispositivo Final

A preparação final dessa etapa é ilustrada na imagem abaixo:

  1. Despeje um pouco da mistura inflamável dentro da lâmpada. Faça isso suavemente para não romper o filamento, que é muito sensível. O dispositivo não explodirá se esse filamento estiver rompido.
  2. Insira a lâmpada dentro do buraco feito no cano, mantendo os cabos da lâmpada para fora.
  3. Preencha o tubo com a mistura inflamável. Antes disso, verifique se não há nenhuma sujeira ou líquido no cano que possa impedir a ignição.
  4. Enrole a fita ao redor do tubo para fechar o buraco perfurado, deixando apenas os fios de fora.

3. Preparação do Dispositivo Elétrico

A fonte de energia é a chave para disparar o dispositivo. A energia para acender a pequena lâmpada deve ser suficiente para causar a explosão. Esta corrente elétrica deve atingir a lâmpada diretamente através de uma bateria, acionando um circuito temporizado ou por controle remoto.

O circuito ilustrado na figura acima comporá um circuito simples. Ele é composto por:

  1. Uma bateria de 9V.
  2. Um cabo conectando ao terminal positivo da bateria com a lanterna (vermelho).
  3. Um terminal conectando o terminal negativo da bateria com a lanterna (preto).

Note que nas figuras acima, a lâmpada usada não é aquela que foi quebrada na seção anterior. Nesse caso, estamos ligando uma lâmpada intacta para testar a bateria. Também é ligado o outro polo da lâmpada com um fio verde (extensão do fio vermelho). Quando o circuito estiver fechado, a lâmpada deve acender.

3.1. Ajustando o Relógio

  1. Substitua a lâmpada de teste pela lâmpada quebrada.
  2. Conecte o cabo verde no terminal dessa lâmpada quebrada e ligue a outra ponta do cabo no ponteiro do relógio.
  3. Insira um prego na face do relógio. Assim, quando os ponteiro do relógio, que foi ligado ao fio, mover para a hora marcada, o circuito irá se fechar.

Esses passos são melhor detalhados pela figura abaixo:

  1. Desmonte o relógio.
  2. Corte os demais ponteiros do relógio, deixando somente o ponteiro que marca as horas. Para a explosão ocorrer em duas horas, por exemplo, coloque o ponteiro da hora dois números antes (inicie no número 1 para explodir quando o ponteiro encontrar o número 3).
  3. Faça um buraco sobre o número quando se deseja que a bomba exploda e insira o prego.
  4. O prego inserido deve estar ligado no terminal negativo da bateria, enquanto o fio verde, ligado no terminal positivo, deve estar enrolado no ponteiro do relógio.

4. Unindo as Partes

  1. A primeira figura na imagem acima mostra o circuito elétrico armado no relógio quando o ponteiro não toca o prego, que está fixo às 3 horas.
  2. A segunda figura na imagem acima mostra quando o ponteiro encontra o prego e o circuito é fechado. Quando isso ocorre, a lâmpada de teste acende.
  3. Após o circuito testado, substitui-se os terminais da lâmpada pelos fios que ficaram soltos para fora do cano. Nesse ponto, deve-se tomar muito cuidado, pois quando o circuito estiver fechado, o cano irá explodir.

5. Incrementando a Eficácia do Apetrecho

Para aumentar a eficácia de destruição do dispositivo, é importante colocar uma quantidade de pequenos pregos na superfície do cano com explosivo. A figura abaixo mostra o esquema de montagem:

Nessa imagem:

  1. Selecione um punhado de pregos leves (preferencialmente de aço inox).
  2. Os pregos devem ser espalhados em uma fôrma e cobertos por cola.
  3. Rapidamente, para não deixar a cola secar, os pregos devem ser retirados e grudados ao redor do cano. A utilização de um barbante pode ajudar a fixá-los melhor.

6. Mas, e a Panela de Pressão?

A explosão do dispositivo é de natureza mecânica. Ela resulta da pressão causada pelos gases gerados dentro de um espaço confinado. Portanto, ao invés de utilizarmos canos, conforme explicado neste tutorial, podemos utilizar panelas de pressão, extintores de incêndio ou botijões de gás. O que importa é que a substância inflamável precisa ser confinada em um forte recipiente que permita conter a reação em alta pressão até que cause a explosão.

O tutorial utilizou a armação com cano por conta da mistura de fósforo e açúcar. Contudo, para preencher uma panela de pressão, essa mistura poderia ser pouco viável, dada a quantidade de fósforos que necessitariam ser raspados. Portanto, em situações onde há o acesso à pólvora, é muito mais efetiva a confecção utilizando-se panelas de pressão.

Outra vantagem da panela de pressão é que ela permite a inserção de estilhaços. Como a panela já possui um arranjo que permita acondicionar a pólvora com alta pressão, podemos inserir algumas bolas de gude (os melhores estilhaços são esféricos) e misturá-los com a pólvora armazenada. Além disso, podemos utilizar os próprios buracos da panela para passar os fios, conforme ilustrado na figura abaixo.

7. Considerações Finais

Nesse pequeno tutorial, ensinamos a misturar uma substância inflamável para o dispositivo. Contudo, não é obrigatório a utilização da substância inflamável proposta (fósforo com açúcar) para o sucesso do dispositivo. Ao invés disso, podemos usar pólvora de armas ou de fogos de artifício, que deve ter uma eficácia ainda maior, embora facilite o rastreamento.

Na montagem do relógio, antes de ligar o circuito ao cano com pólvora, é necessário verificar se não há nenhuma interferência elétrica. Assegure-se ao máximo que não haverá corrente que ative a reação para que o dispositivo não exploda na sua mão. Portanto, teste ao menos umas quinze vezes, utilizando a lâmpada de teste antes de ligar o circuito ao explosivo. Nas imagens apresentadas, usamos um relógio grande. Note que isso foi feito por motivos didáticos. Todo esquema de montagem pode ser feito com um relógio pequeno, facilitando o transporte e a oclusão do dispositivo.

A utilização da panela de pressão é o método mais eficaz para provocar grandes danos. Contudo, outros fatores podem determinar a utilização do recipiente. Por exemplo, se o objetivo deve ser eliminado dentro do carro, é melhor arranjar o apetrecho com um extintor de incêndio, pois é mais difícil o adversário desconfiar disso do que de uma panela de pressão.

Pense sempre em como enganar o adversário. Ao construir este dispositivo, utilize sempre luvas médicas para não deixar impressões digitais para a perícia. Também raspe os cabelos, utilize máscaras no rosto e camisas de manga comprida para evitar deixar qualquer material genético que comprometa sua identidade.

Segurança nunca é exagero. Portanto, quando for comprar os ingredientes, evite adquiri-los no mesmo lugar. Preferencialmente, compre-os em outra cidade, em locais onde não haja circuito interno de TV e que não deixe registros pessoais. Por fim, coloque toda sua fé e confiança em Deus, rezando para o sucesso da sua operação. Essa é a maior regra de segurança.

Referências

  1. Inspire Magazine (Wikipedia): http://en.wikipedia.org/wiki/Inspire_(magazine)
  2. Jornal do Brasil: suspeitos de atentado em Boston tinham 6 bombas e várias armas.
  3. Recurso original: http://cryptome.net/Inspire.zip